terça-feira, 17 de março de 2015

Entulho: Potencialidade e Reciclagem

 ENTULHO: POTENCIALIDADE E RECICLAGEM
O objeto de estudo deste texto será o resíduo solido especial denominado entulho. Analisaremos sua potencialidade, destinação final e reciclagem.
Denominamos resíduo sólido todo e qualquer descarte de detritos das residências, indústrias, hospitais, etc. Os resíduos são divididos em três grandes grupos: Orgânicos, recicláveis e classe especial, onde esta é inclusa o lixo hospitalar e o material entulho, podendo ser destinados pelos processos biológicos (Aterro sanitário, compostagem e incineração) ou mecânicos (Triagem, compactação e trituração). É papel do município o gerenciamento adequado destes resíduos, pois o manejo inadequado gera problemas sociais e ambientais. A população, com a triagem residencial, tem grande influencia no processo do gerenciamento, facilitando o trabalho da coleta e consequentemente da destinação e reciclagem do material em despejo.
O entulho é um material classificado na categoria de lixo urbano, e é descartado em grandes quantidades devido o aumento crescente de construções civis, onde diariamente 50% do lixo gerando nas cidades é entulho, e do entulho coletado 90% podem ser reaproveitados com o uso mecânico da reciclagem. O despejo inadequado gera assoreamento nos rios, e , quando se mistura com lixo orgânico, lugares insalubres são criados, proliferando animais indesejados e aumentando o risco de doenças.
Sua reciclagem começa em relação a sua potencialidade, podendo ser tipo B, quando este é misturado com outros materiais, ou tipo A, quando o entulho é de material igual ou “puro”. O entulho chega à usina de triagem adequada, fora do perímetro urbano, onde é levada a triagem e divido em entulho orgânico (onde há podas de arvores e derivados de madeira) e destinado para os aterros sanitários e em entulho propriamente dito, este é triturado (homogeneização) e umidificado para evitar a emissão de areia. O resultado final da trituração do entulho é uma nova areia, mais fina, usada para criação de artefatos de concreto como bloquetes e briquetes, blocos para construções secundárias (jardins, assentos), contenção de barreiras ou usada na pavimentação das vias publicas. O entulho reciclado gera uma melhora socioeconômica, aumentando o numero de empregos diretos e indiretos, diminuindo os custos de compra de material de construção e a melhora ambiental vem com a menor extração de matéria prima nas jazidas, que geralmente são cabeceiras de rios.

**Escrito por Jadson Freire e Fábio Leandro, estudantes de Saneamento Ambiental em 2012.


0 comentários:

Postar um comentário